A Copa Menstrual, grande solução ecológica

Tocando um tema tão íntimo como pode ser a menstruação, surge de repente um tema esquecido e já visto, o gasto tão incrível que tem a mulher, nos anos que se tem que utilizar pensos ou tampões.

Mas o tema não vem só para o gasto, mas o dano biológico que produz o consumo de tampões e pensos higiénicos. Supõe-Se que o mercado inclinou-se, obviamente, para os pensos e tampões por uma questão puramente de Marketing e consumo, uma mulher gasta 17.000 pensos ou tampões em sua vida fértil, em média. Com esse raciocínio não era um bom negócio, algo que foi tão inovador, ou mais, como era a Copa.
Este aparelho é comercializado na Internet do Japão, projetado para introduzi-lo dentro da vagina para que absorva, é muito mais ecológico que todos os produtos que são consumidos hoje em dia. Os pensos e tampões está fabricados com texturas plásticas, derivados do petróleo e de branqueamento. Mas ganhou a batalha, o conceito americano de usar e deitar fora.
Hoje a realidade é muito diferente. Do ponto de vista ecológico, as mulheres podem tomar uma decisão importante, acompanhada do ponto econômico, esta capa ou bebida custa entre 20 e 30 €, mas sua vida é de cerca de 10 anos se mantém com higiene e precauções.

Além do tremendo economia, pois mais que uma mulher precisa de dois, está o tema verde, defender a ecologia, o meio ambiente. As compressas íntimas e absorventes são alguns dos elementos mais poluentes e problemáticos da terra. As toneladas são incalculáveis e os problemas que ocorrem mais. Nos edifícios a cada certo tempo há que limpar e eliminar os filtros de drenagem quilos de estas compressas que por sua composição não se desintegram, e aí vem o problema, são resíduos que nunca são destruídos e provocam o kaos.
O consumo e o Marketing nem sempre leva ao mercado a melhor, mas se o consumível, por isso os produtos de usar e deitar fora se promovem e chegam a venda, tumbando a produtos que podem ser melhores, mas não têm que comprar com tanta continuidade.
Para a mulher, a copa pode ter seus pontos difíceis, menos conforto, como um todo, mas asumibles, depende de cada um, é algo muito pessoal e íntimo, mas digno de pensar e estudar.
O conforto nos trouxe até este mundo cheio de lixo acumulado, agora devemos pensar em limpar, reciclar e começar de novo. Algo muito íntimo.