Doenças Africanas, recomendações de saúde para o Mundial de África do sul

O mundo está esperando ansioso o início de um dos eventos esportivos mais importantes do planeta, o Mundial de Futebol, que terá início na sexta-feira 11 de junho e terminará no domingo, dia 11 de julho. Em relação a este assunto, este blog de saúde fará menção a uma série de informações sanitárias para ter em conta se é que você é um dos privilegiados que vai para o território sul-africano para poder viver o mundo “ao vivo e em directo”.

Cada vez falta menos para o início da copa do mundo de futebol e a imprensa já está fazendo referência a informações e a certas recomendações das autoridades de saúde para aquelas pessoas que viajam para a África do sul nestas semanas.
Febre Amarela
Nas últimas horas, a imprensa internacional se fez eco de informação das autoridades de saúde da África do sul, país anfitrião deste Mundial. Segundo soube o turista que decide visitar o país africano deve ser vacinado contra a febre amarela, informou o site do Ministério de Relações Exteriores da Argentina.
Neste país africano solicita um certificado de vacinação contra a febre amarela, informou o site desta Secretaria de Estado, que acrescentou que o mesmo deve ter uma antiguidade de pelo menos 10 dias antes da chegada no território sul-africano.
Febre do Vale do Rift
O passado mês de abril, as áreas de Saúde e de Agricultura de África do sul, começaram a trabalhar em conjunto, e de forma incansável, para conter a propagação da Febre do Vale do Rift (FVR), zoonose que afeta tanto animais como seres humanos.
Em um comunicado divulgado pela página web do Departamento de Saúde desta nação africana, informou que este surto não tem risco algum para a Copa do Mundo FIFA.
Em relação a este tema, e de acordo com dados coletados no site da Organização Mundial de Saúde (OMS), os casos de FVR relatados em humanos pela África do sul, ascendem a 186, dos quais 18 foram mortais.

Imagem sujeita a licença CC