OMS destaca a Gripe A entre os temas de 2009

No post anterior, este blog da saúde fez referência ao analisar os fatos e resultados mais significativos de 2009, segundo o ponto de vista da atual detentora do Prêmio Príncipe de Astúrias de Cooperação Internacional, a Organização Mundial da Saúde. Nesta ocasião, e como parte de uma série de artigos que serão realizados em relação a este tema, se faz alusão a dois destes doze temas, que mencionou a OMS na sua memória 2009: o surgimento da Gripe A H1N1 e o início da elaboração de uma vacina para aliviar esta pandemia mundial.

Como já se informada, a Organização Mundial da Saúde realizou, em modo de revisão, uma interessante memória fotográfica com os doze feitos ou realizações mais importantes do ano passado. Um deles, e talvez o mais importante, por seu significado, é o aparecimento da Gripe A, e sua rápida transformação em pandemia mundial, a primeira do século XXI.
Por outro lado, um outro acontecimento de destaque pelo organismo, e que está diretamente ligado com o primeiro, é a elaboração de uma vacina contra o vírus H1N1.
Como viu a OMS estes dois fatos ocorridos no ano passado? Se você pergunta para a memória realizada pelo órgão sanitário internacional, pode-se apreciar claramente que o surgimento da Gripe A (H1N1), é o acontecimento de destaque em 2009 pela importância que teve e ainda tem.
No ano de 2009, o mundo começou a se preparar para a primeira pandemia de gripe desde 1968, informou o site da OMS, que acrescentou que foi a partir daí que se iniciou com a produção de vacinas contra o vírus H1N1, causador da Gripe A.
É importante lembrar que a Gripe A já causou a morte de cerca de 12.220 pessoas em todas as partes do mundo, sendo a região das Ámericas o mais afetado de todos (foi nesse lugar em que começou o primeiro surto da doença), informou o site da OMS. Se bem que já não se contabiliza o número total de pacientes afetados pela Gripe A, o último algarismo controlada pela OMS, foi a de 622.482 casos (com data de 27 de novembro de 2009).
Para saber mais sobre este interessante revisão realizado pela Organização Mundial de Saúde, não hesite em entrar em seu site oficial.

Imagem sujeita a licença CC